Danielbiologo's Blog

Bicicletas e integração com o Transporte Coletivo, no Bom Dia SC – 18/08/2011

Infelizmente a Bicicleta não á a solução na questão da Mobilidade Urbana, mas com certeza é grande parte dela. É fundamental também, para inserir a Bicicleta nas cidades sua integração com o transporte coletivo. Outro ponto fundamental é a redução das velocidades permitidas aos motorizados de transitarem pelas ruas da cidade, é impraticável querer segurança com as atuais velocidades.” Daniel de A. Costa 

Reportagem do telejornal Bom Dia SC da RBS TV exibida em 18/08/2011 sobre a inclusão da bicicleta na mobilidade urbana em Florianópolis. Entrevista com Giselle Xavier (Udesc), Werner Kraus Jr (Ufsc) e Daniel Costa (ViaCiclo). Visite http://www.viaciclo.org.br

Anúncios

Pela falta de Bom Senso e Cultura (ciclística) perdi a aula ….

Saí um pouco depois do horário, pouco atrasado para a aula. Pedalando tranquilo, pois já estava atrasado mesmo, segui meu caminho pela Av. das Rendeiras, logo na saída da ponte um LandRover em alta velocidade ultrapassa neste local totalmente sem condições empurrando outros carros para os inexistentes acostamentos e eu ainda fiquei no meio desta confusão com minha Bicicleta. Impressionante mas, o individualismo e falta de respeito com os demais, gerando risco real de morte , parece aumentar proporcionalmente com o valor do carro e com “certeza” da impunidade !!!


Comecei a subida do Morro da Lagoa e poucos minutos depois um ônibus da transol, sem reduzir a velocidade e sequer um leve desvio para me ultrapassar com um mínimo de segurança, passa por mim como se eu não estivesse ali, desrespeitando os Art. 201 e 220 do CTB. Para logo em seguida ficar “parado” no congestionamento ainda ‘pequeno’ por ser um sábado,  e o pior de tudo é que este deveria ser um motorista profissional!!!

Aproximadamente 9h cheguei na universidade e como sempre iniciei a subida pela rampa levando comigo a
Bicicleta, ao final da rampa fui questionado pela segurança patrimonial aonde estava indo, respondi que para a sala de aula e prontamente falou que não poderia levar a Bici junto. Respondi, ok, afinal eu estava errado e como não tinha onde deixar meu veículo fui embora! Infelizmente isto é um reflexo da total falta de cultura e bom senso de nossa Sociedade. Nesta universidade há um estacionamento enorme para carros, e mesmo assim  estacionam de qualquer forma, em frente a rampa para cadeirantes e em outros locais proibidos e ninguém fala NADA e ainda transitam por aqui em velocidades nada compatíveis com um “estacionamento”, e ninguém reclama?
Instalam umas “porcarias” de estruturas “entorta rodas” de bicicletas em locais “escondidos” e querem que eu deixe minha Bici, que custa mais que meu salário mensal, literalmente abandonada?
Eu estava errado de ir de Bicicleta? Se tivesse ido de carro eu teria local seguro para o mesmo e ainda poderia estacionar onde quiser, como outros fazem e ninguém reclamaria,  afinal de carro deixam? Será que temos que começar a atropelar pessoas, estacionar sobre os passeios, impedir cadeirantes de transitar, bloquear passagens, buzinar, andar quase sempre em alta velocidade colocando em risco de morte todos que estiverem na frente, como fazem quase todos os motorizados, para que tenhamos respeito também?
Pois é, tá difícil aguentar a total falta de respeito, principalmente pelos motorizados, quando se é Pedestre ou Ciclista!!!

Bem podem notar pelo parágrafo acima que estava realmente chateado e muito transtornado pela total falta de bom senso, de respeito, falta “de tudo”. Resolvi então sair para pedalar sem destino, pedalar para gastar as energias, pedalava forte seguindo as ruas sem saber onde ir, só queria pedalar descarregar a energia, pedalar, pedalar…….
Lembrei que hoje acontecia o pedal do Projeto Novos Horizontes e resolvi tentar encontrar a turma. Continuava pedalando forte buscando a galera, quando cruzava a SC enxerguei eles no acostamento, algumas apitadas e a galera sabia que era eu. Nos encontramos e retomamos a pedalada, entre conversas e risadas, ‘minha chateação’ começou a sumir. Paramos num bistrô onde tomamos um café, água e comemos um pouco. Abastecidos continuamos a pedalar, entre várias subidas acabamos por fazer um belo exercício. Retornamos ao Café dos Esportes onde sentamos para comemorar os seis meses, conversar e dar risadas e já pensando no aniversário de 1 ano do Projeto Novos Horizontes.

Clique sobre as fotos das Bicicletas tandem para ver outras fotos deste pedal.


No topo do Morro da Lagoa, faltando menos de 3 km para fechar 100 km.

Comecei mal este sábado mas, graças a minha bicicleta consegui pelo menos melhorar meu “humor”, mesmo tendo sido “obrigado” a perder compromissos profissionais.

Pedalei mais de 10o km neste sábado…. 

Para andar melhor.

Posted in Cicloativismo, Falta de Educação, Respeito e Bom Senso., Textos Diversos Recebidos by danielbiologo on 19 de julho de 2011

Integração dos modais de transporte urbano e transporte de massa eficiente, custo, horários e linhas exclusivas, são uma parte da solução na questão da Mobilidade Urbana.
BICICLETÁRIOS SEGUROS, nos terminais e nos comércios são fundamentais, para que uma boa parcela de pessoas deixem seus carros que geram os congestionamentos em casa, esta é outra parte da solução.
Assim um pedaço aqui, uma parte ali e “integrando” estas “peças” estaremos promovendo a tal da MOBILIDADE URBANA.

Chega de priorizar o transporte individual motorizado.

19 de julho de 2011 | N° 9235

PARA ANDAR MELHOR

Muitos projetos, muito a fazer

Se quiser implantar o sistema BRT, como prometeu, prefeitura de Florianópolis terá que realizar profundas mudanças 

Você trocaria o conforto do seu carro por um ônibus que não fique parado nos engarrafamentos, chegue na hora certa, tenha prioridade nos semáforos e seja integrado com carros, bicicletas e táxis? Se a resposta for sim, há bons motivos para ficar atento às discussões do sistema BRT (Bus Rapid Transit).

Curitiba foi pioneira ao implantar o sistema, em 1979. Depois, o modelo se espalhou pelo mundo. Com a Copa do Mundo 2014, o BRT voltou à tona. Nove das 12 cidades-sede têm projetos para implementá-lo. O modelo coloca o ônibus como prioridade no trânsito. Uma das ideias são os corredores exclusivos, que garantem o escoamento rápido pois não há congestionamentos.

Na Grande Florianópolis, há dois projetos sendo discutidos atualmente. Um deles é tocado pela Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis (SDR), que assinou, em maio, um contrato de R$ 6,44 milhões para fazer o estudo de viabilidade econômica e ambiental de um transporte de superfície. Há opção de ser usado o BRT (ônibus) ou o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), um tipo de trem ou metrô.

O outro projeto é da prefeitura da Capital, que quer o BRT. A promessa é que a licitação de estudo de viabilidade esteja na rua em setembro para projetar a linha Centro-Universidade Federal de SC (UFSC).

O Diário Catarinense conversou com o professor do Departamento de Automação da UFSC e especialista em Sistemas Inteligentes de Transportes, Werner Kraus Junior, e se debruçou sobre o Manual de BRT: Guia de Planejamento, lançado pelo Ministério das Cidades, para desvendar a tecnologia. Confira nesta página as principais características do sistema e a comparação com a atual situação do transporte público da Capital.
Original aqui, no DC on-line.

Debate na TV Câmara de São José.

Posted in Cicloativismo, Cicloturismo Urbano, Publicados por aí ... by danielbiologo on 16 de abril de 2011

Debate na TV Câmara São José em 14/04/2011 sobre o uso da bicicleta como meio de transporte em São José/SC. Participação do Presidente da ViaCiclo Daniel de Araujo Costa. Visite http://www.viaciclo.org.br

Programa da TV Câmara de São José para  debater a Lei do Vereador Moacir da Silva, para que repartições Públicas e outros tenham Bicicletários.