Danielbiologo's Blog

Estréia da minha Bici X Bicicletada dos Namorados

Posted in Meio Ambiente, Pedala Floripa e Bicicletas por aí... by danielbiologo on 13 de junho de 2010

Primeira noite, dormiu na sala.

 

Primeira vez na Rua.

Quinta feira dia 10 de junho, peguei minha Bici zero km e a primeira coisa que fiz foi instalar o ciclocomputador para saber aqueles dados que precisamos, eu me importo basicamente com distância, velocidade e tempo as outras funções nem uso, são oito. Calibrei os pneus com 90 psi ajustei o selim e coloquei o pedal com clip. Nesta noite teria o pedal próximo de casa, do Duas Rodas, estava com vontade de estrear hoje a noite mesmo. Por probleminhas de saude em casa tive que deixar de pedalar no primeiro dia com a Bicicleta nova.

Doze de junho, Dia dos Namorados e segundo sábado do mês, dia da Bicicletada da Lagoa. Minha filhota um pouco chateada que não iria em sua festinha junina mas, expliquei a ela, bem acho que aceitou. Meio dia almocei pão de queijo com cerveja, carbohidratos para o pedal. Tirei um cochilo de meia hora e depois teclei um pouco pelo msn e as 14h saí de casa. Entrei no asfalto e comecei a pedalar. Para testar a Bici resolvi subir o Morro do Badejo em direção ao centrinho da Lagoa, quando cheguei no topo olhei para o relógio e eram 14:16h resolvi continuar pois daria tempo de sobra, para dar a volta no Canto. Sem forçar pois estava passeando, mas algumas vezes fiquei um pouco ofegante, dei a volta e me surpreendi com o tempo; 22min cravados! A volta tem 10,3km com o Morro do Badejo no meio e algumas subidas leves e o trânsito na região do centrinho. Após passar a ponte e entrar na Av. das Rendeiras cheguei na rua Osni Ortiga e sempre que entro nela percebo como esta rua é “assassina” não pelo seu asfalto ou suas curvas e sim, por uma boa parcela de MALtoristas (estúpidos impacientes) que transformam seus carros em máquinas de atropelar!!! Muitos passaram sem reduzir a velocidade e tirando “finas” dos outros ciclistas e de mim, Maltoristas em ultrapassagens com faixa dupla, em curvas e um caminhão que literalmente empurrou os ciclistas e os carros na contramão, “grande quis se impor”?

Cheguei no caldodecana.com onde me abasteci com caldo de cana gelado, pois novamente esqueci minha garrafa de água na geladeira e mesmo sendo pedal relativamente curto, aquele “golinho” d’água faz falta.

14:45h fui ao pátio da AMPOLA esperar a galera. 15h e ainda não havia ninguém, apesar de inúmeros ciclistas que passavam em todas as direções, o dia e a temperatura estava ótimas para pedalar. 14:15 em quatro ciclistas decidimos sair para pedalar e tomar um café no centrinho da Lagoa. Apesar do pequeno número de ciclistas tinhamos aqui três países, Brasil, Austrália e Itália e além de realizar uma atividade saudável, exercitamos um segundo idioma. Bicicletada também é Cultura! Fomos até a beira da Lagoa quase na Ponta das Almas e depois para o centrinho onde conseguimos um espaço para as Bicicletas bem ao nosso lado (segurança para elas, né?) e onde tomamos um café, minto eu tomei uma cerva (long neck, só uma), depois de papear por uma meia hora retomamos o pedal. O Robert (Australiano) foi para seu Hostel e o Andrea (Italiano) e esposa ficaram no canto onde moram. Daqui pedalaria sozinho e pouco antes de chegar no trevo do Canto, entrei pela trilha que dá acesso ao Palmeirinha para andar em estrada de chão e areia, testando de leve a Bici. Acabei por dar duas voltas no Canto da Lagoa uma “quase” sem parar, a verdadeira estréia e depois na Bicicletada.


Mesmo estando um lindo dia a comunidade/moradores não apareceram. Mas isso parece ser característico do nosso povo, e depois reclamam do Governo, da Prefeitura, do fulano, do ciclano …. e nós cidadãos o que fazemos? Reclamar não resolve, temos que agir. Eu tenho me sacrificado em tempo, dinheiro e “cancelando” compromissos pessoais e familiares em favor do Movimento Ciclovia na Lagoa Já e pelo Respeito aos Ciclistas. Reclamo mas, faço porque “gosto” e acredito que podemos ter o Respeito nas ruas, o dinheiro que “gasto” vejo como investimento no futuro do meu bairro, ou seja, refletindo na minha qualidade de vida. O que me chateia mesmo é a não participação de grande parte da comunidade , que só aparece para reclamar, e sem competência para tal!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: