Danielbiologo's Blog

A VERDADE SOBRE O BIÓLOGO

Posted in Meio Ambiente by danielbiologo on 4 de julho de 1992

Neste momento de movimentos e encontros ecológicos muito foi dito a respeito do meio ambiente e dos biólogos. Uns se pronunciaram contra, outros a favor, outros, muito pelo contrario. Defensor? Radical? Louco? Várias definições lhe foram dadas faltou no entanto clareza.

O biólogo foi, quando menino, bem criança.

Homem de seu tempo, o biólogo é filho de seus pais, e também neto de seus avós, pertencendo desde cedo à família.

O biólogo marinho é um  bom marinheiro, possui ele ainda a peculiaridade de só exercer suas habilidades marítimas quando a bordo de barcos de pesquisa e seus conhecimentos náuticos se restringem aos navios e outras embarcações. O que poucos sabem é que o biólogo marinho é um homem que tem os pés no chão, sempre que está em terra firme.

Dizem alguns cientistas bem informados e documentados que o mesmo demonstra muito mais talento e inteligência do que todos aqueles que são menos dotados que ele. Tanto é que passa para a adolescência na puberdade e, depois disso fica adulto. O biólogo num rasgo cronológico, atinge a maioridade aos vinte e um anos.

Se ainda pairam dúvidas quanto a sua verdadeira origem, hoje podemos afirmar sem sombra de dúvidas, que ele veio ao mundo em sua cidade natal, exatamente no dia de seu aniversário, que aliás, é comemorado anualmente.

Além de exímio marinheiro, o  biólogo marinho é homem de várias habilidades e, é perito em tudo aquilo que melhor faz. Registros de outros pesquisadores narram, com detalhes, que sua memória é tão fantástica que ele consegue se lembrar nitidamente de tudo aquilo que não esquece. Pessoa de poucos amigos, só se dá com quem conhece e trata com indiferença todos aqueles que não são de suas relações. Uma frase o define perfeitamente: “Amigo de seus amigos, inimigo de seus inimigos”.

Ao contrário do que dizem, antes de ver o mar, o biólogo marinho jamais pisou em um navio. Hoje, sabe-se pelo relato de pessoas que trabalham com ele, que no fundo, é uma pessoa de temperamento suave, a não ser quando se exalta e, afirmam ainda, que só se cansa em momentos de exaustão. Seus colegas o admiram, pois nunca é visto dormindo quando acordado.

Tantos trabalhos e algumas viagens fazem com que ao fim da vida, o biólogo domine com perfeição todas as línguas que fala sem dificuldade. Algumas pessoas dizem até, que quando ele conversa usa a  palavra, deixando para redigir tudo aquilo que escreve, Além disso, o biólogo pelo seu trabalho conhece todas as regiões do mundo, a não ser aqueles  lugares onde nunca esteve.

Finalmente, é fundamental que se esclareça de vez, a fama com a qual é tratado. Por mais que isso venha a contrariar opiniões abalizadas e, consternar proprietários de indústrias poluidoras e outros, é preciso que se revele a verdade:

“O louco não é o biólogo que defende a natureza a qualquer custo e sim aquele que a destrói por qualquer preço”.

Biólogo Daniel de A. Costa.

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Marilia said, on 7 de setembro de 2010 at 11:05

    Você teve a manhã ao escrever essa frase…. ela é linda!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: